Pesquisa DDM sobre o 2020.2.

Após um mês de trabalho e pesquisa intenso, trouxemos para vocês leitores nossa primeira pesquisa autoral. Ela surgiu com o intuito de fornecer dados e insights vindos de diretores de instituições educacionais para que todos possam se preparar melhor para o 2020.2.

 

Para facilitar sua compreensão, separamos essa postagem por tópicos, onde cada um abrange uma pergunta realizada na pesquisa e as respectivas respostas, juntamente com uma breve análise do tema da questão. Ao fim das perguntas e respostas feitas em nossa pesquisa, também realizamos um pequeno resumo de todas as informações para que vocês possam obter o melhor proveito possível.

 

Não se esqueça de deixar seu feedback nos comentários e compartilhar esse conteúdo com seus colegas e amigos de trabalho!

 

 

1 – Qual o setor dentro das IES você acredita que mais serão impactados no segundo semestre de 2020 com a crise do Covid-19?

 

Com mais de 60% de respostas, os participantes de nossa pesquisa apontam que a captação será o setor mais abalado no segundo semestre, seguida, em segundo lugar, pela retenção.

 

Este cenário de dificuldade na captação e retenção de estudantes tem duas causas principais: a quarentena que ainda está o ocorrendo em muitos estados brasileiros e, também, a falta de renda de muitas pessoas que estão desempregadas devido à crise do Covid-19.

 

2 – A evasão estudantil tem aumentado juntamente com a inadimplência. Qual você acredita que seria a melhor metodologia a ser aplicada? A volta do Ensino Presencial, o Ensino à distância ou o Ensino Híbrido?

 

Como grande vencedor (65% dos votos), nossos participantes apontaram o Ensino Híbrido como a melhor alternativa para evitar a evasão estudantil e reduzir a inadimplência.

 

Logo em segundo lugar, os participantes apontaram a volta do ensino presencial como principal alternativa para que esse processo seja revertido, ressaltando a importância de seguir todas as normas de segurança neste período de quarentena.

 

 

3 – Quais as iniciativas que você acredita que trouxeram mais resultados para o primeiro semestre deste ano, e que podem reverberar também nos próximos 6 meses?

 

Por se tratar de uma pergunta mais subjetiva, trouxemos um pequeno resumo das respostas obtidas.

 

De maneira quase unânime, vimos que dentre as estratégias apontadas as que mais se repetiram foram: uma aproximação mais humana do corpo docente com os alunos, garantindo uma melhor retenção, a aplicação de aulas engajadoras no modelo EAD, a disponibilização de formas diversas para pagamento e quitação de dívidas e, por fim, a criação de momentos de aula individual para os alunos com dificuldade de aprendizado.

 

4 – Qual sua principal sugestão, dica ou ensinamento para pequenas instituições superarem os momentos de crise de maneira satisfatória no segundo semestre letivo?

 

Para esta pergunta, obtivemos respostas e insights para diversos setores de atuação, desde ao marketing até o relacionamento humano.

 

Nossos entrevistados apontaram que apostam nas seguintes estratégias: fornecer um contato mais humano e caloroso a professores, alunos e responsáveis, garantir diferentes formas de pagamento e negociação, investir em marketing e equipamentos de TIC´s, evitar um número excessivo de atividades e provas no semestre letivo, criar parcerias com outras IE´S e, por fim, garantir ao máximo a redução de gastos empresariais.

 

5 – Segundo as etapas de liberação de quarentena, as IES ficarão em último estágio, resultando num 2020.2 ainda à distância, acredita que a maioria das Universidades do Brasil estão preparadas?

 

Trazendo uma atmosfera positiva ao cenário em que estamos vivendo, obtivemos uma resposta interessante: 65% dos participantes da pesquisa acredita que as IES estão preparadas para volta.

 

É importante deixar claro que praticamente todos os entrevistados, que votaram sim, apontaram a necessidade de um período experimental para todos se acostumarem com a rotina de rodízio nas salas de aula, com o aumento na demanda de supervisores em prol da organização das cadeira e o processo para evitar aglomerações em corredores e pátios de alimentação.

 

6 – Perante sua visão mercadológica, num cenário onde reter e manter os alunos, o foco em captar alunos ainda é grande para o início de Junho?

 

Esta foi uma das perguntas em nossa pesquisa que gerou uma verdadeira polarização. Apesar das respostas terem ficado 50% / 50%, podemos tirar algumas conclusões.

 

Aqueles que votaram que a captação deve sim estar presente apontaram que ela continua sendo necessária para as IE’s, principalmente em momentos de crise.

 

Por outro lado, os participantes que votaram não, justificaram que a retenção acaba sendo mais importante que a captação, visto que a evasão está crescendo neste período de dificuldades financeiras.

 

Levando em consideração que esse é um tema mais complexo, daremos nossa opinião no texto de considerações finais.

 

7 – As empresas que realizam um fortalecimento de gestão financeira nas IES’S, auxiliando no processo de captação e retenção no 2020.2, representam uma importante ajuda para sua Universidade?

 

Com mais de 60% das respostas marcadas como “Sim”, obtivemos mais um indício do movimento das IE´s para a obtenção de uma boa gestão através de instituições terceirizadas.

 

Não só no setor educacional, mas também, em outras áreas do mercado, uma gestão empresarial criativa pode ser o grande diferencial entre as empresas que mais crescem no mundo inteiro.

 

Atendimento personalizado, cobrança, captação e retenção de clientes. Muitos desses conceitos vêm sendo cada vez mais valorizados nesse universo.

 

Conclusões e considerações finais

 

Para encerramos nossa postagem de hoje, agora faremos um grande resumo com nossas principais expectativas e insights para o 2020.2:

 

Começando na questão Captação X Retenção, podemos afirmar que unir os dois de uma forma balanceada é a pedida ideal. Dentre as estratégias de retenção, podemos citar a implantação de um atendimento humano e personalizado para estudantes e responsáveis, investimento em novas formas de entregar conteúdo didático e interativo e, também, a disponibilização de negociação de débito e pagamento de mensalidades e matrícula.

 

Garantindo a segurança dos alunos e respeitando os requisitos da quarentena, apostar no ensino híbrido também é uma boa pedida. Além de ser mais um processo fortalecedor da retenção de seus estudantes, você garante uma aproximação maior entre sua instituição e seu público.

 

Finalizando nossas conclusões finais, é importante ressaltarmos a importância do planejamento e da implantação de uma boa gestão financeira para 2020.2. Investimentos em marketing, criação de uma comunicação mais humana e apresentação de modelos inovadores de ensino à distância, por exemplo, podem ser importantes diferenciais entre sua concorrência.

 

Por fim, queremos fazer um convite: seja parceiro DDM! Há mais de 20 anos estamos ajudando empresas educacionais a terem mais sucesso em suas jornadas. Fornecendo call center terceirizado, cobrança 5.0, SAC, retenção e captação de clientes, garantimos uma boa gestão empresarial para mais de 200 instituições em todo o Brasil. Vamos conversar sobre o futuro de sua instituição?